As maiores tendências em alimentos e nutrição para 2017

Tori Schmitt, MS, RDN, LD02/09/17

Feliz 2017! O novo ano oferece uma excelente oportunidade para se refletir sobre as tendências em alimentos e nutrição do passado, e fazer previsões para as opções que mais provavelmente irão pegar no próximo ano.

Como nutricionista registrado, interesso-me muito pelos alimentos da moda – especialmente se proporcionarem uma alimentação rica em nutrientes. É por isso que em 2016 fiquei entusiasmado ao ver que os legumes (ervilhas secas, feijão, lentilhas e grão-de-bico) foram para o centro das atenções – indo para além de húmus e complementos de saladas, passando para os hambúrgueres, massas e pães.

Ainda em 2016, de tigelas de smoothie a wraps verdes, as pessoas encontraram formas lindas e deliciosas de saborear suas folhas verdes. As pessoas também adoraram até compartilhar as imagens de suas belas criações nas redes sociais! Com um crescente interesse por estilos de alimentação com base vegetal, a preferência por gorduras saudáveis e o foco mais direcionado à saúde plena do que às calorias, 2016 trouxe uma mudança bem-vinda na maneira como muitas pessoas estão se alimentando. Ao olharmos para 2017, espero que essas tendências em alimentação continuem.

Aqui estão minhas principais previsões para as novas tendências em alimentação que mais provavelmente irão dominar as cozinhas no próximo ano.

1)    As verduras se tornarão versáteis

Adeus verduras monótonas, empapadas e cozidas no vapor. Olá verdurinhas assadas, sauté, em purê, prensadas, refogadas, grelhadas e em forma de macarrão! Embora verduras cozidas sejam realmente uma boa escolha, em 2017 os consumidores agora – mais do que nuca – querem que o gostoso acompanhe o nutritivo. Da seção de comida pronta no seu supermercado aos cardápios de restaurante, em 2017 você vai passar a ver mais formas criativas e saborosas de se deliciar com as verduras. Entre na moda agora em sua própria cozinha e saboreie uma pizza feita com uma massa de brócolis e couve-flor, purê de raízes, macarrões de abobrinha ou cenouras, ou bifes de couve-flor grelhado.

2)    Alimentos fermentados e prebióticos

Da saúde digestiva à imunológica e ao apoio ao humor, à medida que se continua descobrindo a quantidade de benefícios dos probióticos à saúde, os consumidores vão ficando mais espertos em suas escolhas de alimentos e suplementos. Eles não irão mais escolher apenas iogurtes para obter probióticos, mas 2017 irá suscitar mais interesse por alimentos fermentados como vegetais curtidos, xucrute, kimchi e kombucha, que proporcionam um apoio probiótico saudável. Além disso, ao passo que os consumidores aprendem que os prebióticos são necessários para ajudar os probióticos a surtir efeito, eles ficarão mais interessados em alimentos ricos em prebióticos como jicama, alho e cebolas crus, folhas de dente-de-leão e tupinambo.

3)    Tigelas saborosas

As pessoas estão deixando os pratos e começando a usar tigelas. Apesar do grande interesse em 2015 e 2016 por tigelas de smoothie com suas frutas e verduras coloridas, as tigelas ganharão ainda mais atenção em 2017 como uma virada de sabor. Para fazer essas saborosas tigelas da moda, combine um tipo de grão ou feijão, verduras assadas, folhas, um tipo de noz ou semente e um molho saboroso. Que tal arroz integral com brócolis assado, acelga sauté, sementes de cânhamo e molho de amendoim? Ou tente quinoa com batata-doce assada, couve sauté, sementes de abóbora e um molho de cajú e limão. As tigelas permitem que você brinque na cozinha com sabores únicos e experimente com os alimentos saudáveis e saborosos de que mais gosta.

4)    Alimentos e suplementos sustentáveis

A sustentabilidade está assumindo um significado totalmemnte novo em 2017! Além da reciclagem de embalagens de alimentos, os consumidores irão procurar mais caminhos para um futuro sustentável. Como? Prevejo que irão continuar a adotar refeições mais baseadas em vegetais, trabalharão para reduzir o desperdício de comida e optarão por alimentos e suplementos obtidos a partir de métodos sustentáveis. Isso inclui a opção por fontes sustentáveis de alimentos do mar, como frutos do mar, algas comestíveis (como nori e wakame) e suplementos de origem marinha – como o life’sDHA, uma opção vegetariana para ácidos graxos ômega-3, obtido de algas.

5)    O retorno das gorduras

Com os pesquisadores tendo desfeito o mito de que toda gordura saturada é ruim (e concluído que alguns ácidos graxos saturados podem, na verdade, ser bons para você!), os consumidores verão o ressurgimento dos laticínios integrais, incluindo iogurte e queijo. Isso virá como uma mudança há muito esperada, já que mais gordura nos alimentos possibilita um paladar mais saboroso e uma sensação mais cremosa na boca.

Qual o tema das tendências em nutrição que mais empolga você em 2017? O que mais você acha que estará em voga no próximo ano? Se for nutritivo e gostoso, pode apostar que estou interessado em saber! Compartilhe comigo suas escolhas no Twitter em @ToriSchmittRDN.

Postagens recentes


Este site utiliza cookies para armazenar informações no seu computador.

x